Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Consultas públicas: confira quais as tecnologias recebem contribuições e participe
Início do conteúdo da página

Consultas públicas: confira quais as tecnologias recebem contribuições e participe

  • Publicado: Segunda, 06 de Junho de 2022, 10h36
  • Última atualização em Quinta, 04 de Agosto de 2022, 11h30
  • Acessos: 755

Prazo para o envio de formulários varia conforme o tema

A Secretaria-Executiva da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) abriu novas consultas públicas. O prazo para o envio de contribuições varia conforme a disposição da pauta (confira o cronograma abaixo). Entre as tecnologias avaliadas estão medicamentos associados para o tratamento de pacientes com câncer de mama em estágios mais avançados da doença e também para pacientes com Doença de Crohn, condição inflamatória do trato gastrointestinal.

Confira os temas em avaliação e participe da consulta pública:

✅ CONSULTA PÚBLICA SCTIE/MS Nº 37: relativa à proposta de incorporação do trastuzumabe entansina em monoterapia para tratamento de pacientes com câncer de mama HER2- positivo metastático ou localmente avançado não ressecável, com tratamento prévio de trastuzumabe e um taxano.

✅ CONSULTA PÚBLICA SCTIE/MS Nº 39: relativa à proposta de incorporação do vedolizumabe para o tratamento de pacientes com doença de Crohn ativa moderada-grave.

✅ CONSULTA PÚBLICA SCTIE/MS Nº 40: relativa à proposta de incorporação do trastuzumabe entansina no tratamento adjuvante do câncer de mama HER2-positivo inicial para pacientes (estádio III) com doença residual pós tratamento neoadjuvante.

Contribuições podem ser enviadas até o dia 27 de junho.

Saiba mais

Câncer de mama
É o tipo de câncer que mais atinge as mulheres no mundo. Além da elevada incidência apresenta também alta taxa de mortalidade.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2018, 627 mil mulheres morreram em decorrência do câncer de mama em todo o mundo. Em 2017, no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) reportou 16.724 mortes de mulheres devido ao câncer de mama. Estima-se que a incidência de câncer de mama entre as brasileiras terá um aumento de 47% nos próximos vinte anos. Atualmente, o número total de novos diagnósticos chega a 60 mil por ano, o que resulta em uma taxa de incidência de 60 casos a cada 100 mil habitantes.

Doença de Crohn
É uma doença inflamatória intestinal crônica e ainda sem cura. Costuma acometer preferencialmente o trato digestivo, especialmente o final do intestino delgado. Também pode apresentar manifestações extraintestinais, estando as oftalmológicas, dermatológicas e reumatológicas entre as mais frequentes. Os sintomas mais comuns são diarreia, dor abdominal, febre, perda de peso e sangramento retal. A doença pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas costuma aparecer na segunda e terceira décadas de vida, e o número de mulheres afetadas é levemente maior que o de homens. Mundialmente, a doença acomete de 3 a 20 pessoas a cada 100 mil. No Brasil, um estudo indicou que o número de casos no estado de São Paulo é 14,8 para cada 100 mil indivíduos.

Acesse o link Consultas Públicas para mais detalhes. No mesmo endereço, estão disponíveis os Relatórios Técnico e para a Sociedade com informações mais objetivas e que auxiliam no entendimento sobre as tecnologias em processo de avaliação.

registrado em:
Fim do conteúdo da página